sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Solidão? Não!

Ontem fui jantar com quem primeiro de tudo é um grande amigo e só depois fazer referência de ex-namorado, coisinha passada há mais de dez anos, acabámos por ficar grandes confidentes, costumamos dizer que como nos conhecemos numa fase de desenvolvimento hormonal, intencionalmente roubámos um bocadinho de pele um do outro. Rimos até com essa comparação, porque ambos somos brancolas e nunca ficamos muito morenos, nesta que até é a época em que temos melhor aspecto, assim o nosso tom é igual, e não sabemos onde estará o remendo, mas somos lindos, atenção! E como o tom, a maneira de pensar, de estar na vida, de falar, de gesticular, até gracejas é par, embora eu seja melhor em tudo, claro… :-)
Toda a noite foi perfeita, salvo o restaurante escolhido, digo-vos que a fama que lhe dão a mim não me convenceu ou talvez falássemos de mais e comêssemos de menos e o hindu pôs-nos literalmente na rua! Até a comidinha em nada estava boa! Mas nós estávamos fantasticamente divertidos e fizemos o favor ao monhé! Saímos do restaurantezinho de mão dada, tão bom esta coisa da amizade, não digo que não temos picos, pois não digo, digo sim que faz-nos bem à índole, e apesar da cumplicidade e de algumas carências, respeitamo-nos e igualmente aos restantes, que em nada fazem parte desta magia singular.
Café suave, onde ao ouvido compusemos os melhor monólogos das nossas vidas, há tanto tempo que não sentávamos naquele bar, foi onde acabamos a noite – mentira, mas já vos conto - onde devíamos ter terminado a noite, isso sim, porque a música estava óptima e a converseta também! Mas às duas e picos da manhã o freck meteu-nos suavemente na rua! E… achamos por bem ir para outro sítio, já que a noite em tudo estava impecável, nada ventosa ou fria.
Deparámos-nos a estacionar a viatura nas docas, imaginem, nas docas! Se eu odiava aquilo, ainda fiquei com pior impressão daquele espaço, em tudo mau, gentinha muito brega, um bar à pinha e "n" vazios, com porteiros a implorar a entrada… céus que medo!
Acabamos frente ao 16 onde nos despedimos com um abraço daqueles muito nossos, assim bem apertado, sorrimos e nem retorquimos mas pensámos, porque não mais replay´s deste? Para a próxima iremos a um restaurante japonga, que tal? …será que os olhinhos em bico nos põem na rua? O pior é que penso que sim, eles são uns velocípedes, não vão ter cú para nós! Mas ao Suave voltaremos, para criar novos textos, onde iremos mais além...
Para todas as boas amizades e majestosas cumplicidades, para ti amigo esta musica;

4 comentários:

Rui Zarro disse...

Felizmente também ainda hoje cultivo uma amizade proveniente de um relacionamento antigo, e hoje, é sem duvida alguma das pessoas em que eu deposito toda a minha amizade e não pretendo nunca me afastar.

Obrigado pela visita, irei passar por aqui doravante (:

Anónimo disse...

Pois é amiguita, foi mesmo uma noite fantástica até sairmos do suave. Gostei muito que tivesses dedicado no teu blog algumas palavras sentidas e verdadeiras sobre nós... apenas n concordo qd dizes q és melhor em tudo :)
a próxima vez pode ser no japa e depois num vietnamita e depois...
haverá tantas outras oportunidades.
beijinhos

"Picos" disse...

Olá Rui, seja bem-vindo ao meu T0!
T0, mas atenção aqui tudo é grande, principalmente os sentimentos!
Para ti, desejo-te boas surpresas, depois do que te li digo, a vida é feita de surpresas boas e más e definitivamente crescemos mais saudáveis ao sabor das más que das boas.
Um pico apertado para ti :-*
p.S.= Obrigada pela visita e por futuro seguidor!

"Picos" disse...

Anónimo amigo Fonseca ;-), bem sabes que sou a melhor e dou-te grandes abadas em praticamente tudo! LOL
Adoro este meu lado de convencida, acho que me fica bem e tal... patético porque sou mesmo gira! Não amigo não estou com o grau de ontem, não, até porque bebemos pouco, como sabes e como dizes outras oportunidades viram... mas agora pergunto de que tipo? Achas que... ahahahah …nada disso, pois ainda por cima cheiras mal...Lol
AMO-TE
P.S.= ADOREI O TEU NOVO PERFUME, BEM MAIS SEXY QUE HÁ 10 ANOS ATRÁS. E TENHO DITO!