quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Estaria bem melhor se não te tivesse aqui…


Nada nem ninguém é irrepreensível, e sei bem como custa pedir desculpa do que quer que seja, naturalmente temos agregado a nós a pudica falta de dignidade da verdade, tão mais fácil emaranhar por outras disposições. Não me estou a isentar de nada, tal como também não provo ser infalível. Sou mais uma no meio de todos, e todos criamos e recriamos imbecilidades. Tal como continuo crente de que nem sempre a verdade é a razão de tudo, porque nada é perfeito, nem mesma a imensidão da verdade. Antes a mentira que sabe levar a vida a viver mais um dia feliz, porque a mentira nem em tudo é sinónimo de falsidade!
Quem quer procura, quem procura acha! E daí? Deparamo-nos certamente com a velha questão, se ele(a) quer que diga alguma coisa… e ninguém diz, porque somos simplesmente mais um no meio de muitos e não achamos nada! Desculpa. Desculpa não saber chegar a ti. Desculpa egoistamente te ter …no pensamento. Desculpa encontrar pessoas tuas conhecidas e não perguntar rigorosamente nada sobre ti. E eu digo desculpa. Desculpa por não ter coragem, por ser fraca, esconder-me na carapaça de ser forte, eu uma criatura tão discretamente frágil. Desculpa por não partir o gesso em que me enrolaste a alma. Desculpa não ter usado a franqueza que hoje teria em te dizer tudo. Desculpa por não ter confiado em ti para te pedir ajuda na situação mas singular da minha vida. Desculpa, mas hoje te contaria tudo.
Porque não me ouves? Porque não me sentes? Porque não escutas o teu coração? Porque não me libertas?
Desculpa, desculpa…

6 comentários:

Tânia disse...

Idem minha querida amiga :)
Ás vezes as desculpas chocam com o egoismo e com a má indole mascarada de moralidade imoral ... para quê pedi-las se sabemos que não têm qualquer efeito ...
Tudo o que escreveste serve sim para quem está em sintonía com os teus pensamentos ...
Beijo muito grande, love you

LA disse...

andas muito negra, muito depre?

"Picos" disse...

Minha Azétona amiga, um Des-culpa sentido faz a diferença de uma simples desculpa. Independentemente da causa/efeito ser ou não correspondida.
Não se nega um copo de água a alguém sequioso. No caso sou eu a desidratada!

"Picos" disse...

Querido LA, Lá, rá, lá, lá,
Como te gosto de sentir por aqui! Se estava negra, aclarei, se estava deprÊ, melhorei! Sabes todos nós temos dias!!! E hoje foi um dia que até dei a volta, logo o meu post seguinte é bem mais animadote, não tanto como os teus, que confesso adorar ;-)
E que tal, U.K. está no mesmo sitio?
Um pikinho para ti e bom regresso ao que fazes por essas bandas, que aliás também adoro …saudades desses mercados fantásticos!

LA disse...

Tá tudo na mesma aqui nesta maldita ilha, frio e chuva, comida de merda, gajas boas e malucas, etc.
Se precisas de mim aqui eu passo a vir cá mais vezes!

"Picos" disse...

Querido LA,
Preciso sim, e nunca será demáis!
Vem sempre, entra, a porta está encostada, nunca fechada!
Vem sim, muitas e mais vezes, entra, diz tudo do teu jeito porque só dessa forma és tu!
Gosto em tudo te ver por cá.
Xi...Lá,lá.....
;-)