quarta-feira, 20 de maio de 2009

Número par


…divagação; espasmo; delírio cerebral e outras coisas tais, sobre a temática A2.
Com um amigo de longa data, num destes serões de sexta-feira, dávamos largas a raciocínios de enxoval, tentando encontrar fórmulas ou melhor, combinações para a chave secreta do cofre de viver em parelha – não interessava dentro de que orientação – amanhando “N” preparos e dosagens que em nada são originais, pois já se fez escrituras; monólogos; dissertações, talvez teses e até estudos científicos sobre isto. (Fartei-me de rir porque uma semana depois, por mero acaso, dou-me com um post do bloguex, ei-lo http://bloguex.blogspot.com/2009/01/amor-antigo.html ) quantos estádios de futebol encheríamos com todo o pessoal que vagabundeia por este tema?
Bom, e assim depois de horas de boa conversa na troca de chavões amorosos, chegámos à nossa teoria, divulgo:
- Desculpem o telefone…um minuto por favor…
- …
- Ui… afinal não posso revelar as fórmulas conseguidas por nós nem os segredos das nossas conclusões, acabamos de as vender a Daniela Mann – escritora do livro de Carolina Salgado - quem sabe viramos mais uns (qq coisa) famosos.

3 comentários:

LA disse...

Por acaso às vezes eu tenho alguma piada! Já nem me lembrava deste post e por isso pude apreciar melhor. Não está má a de tomar dopamina e juntar viagra.
Quando é posso ver os picos do pipi?

"Picos" disse...

Querido LA,
não se terá enganado com a troca de pontuação, entre o ! e o ? Ou é mesmo uma pergunta?????

Gaugamela disse...

Bem, este é de ir directo aos picos... E vai-se picar... E isso dói, dói...