quarta-feira, 18 de março de 2009

ANTIPÁTICA...

12 anos depois,
pensava eu que as mentalidades tinham evoluído…A estupidez é tão grande que até arrepia!
Os prezados Encarregados de Educação (que deviam engrandecer o nome), continuam na ignorância do que são as necessidades fundamentais para o desenvolvimento das aptidões intelectuais, físicas/motoras, culturais, sociais, etc. dos seus educandos bem como a disciplina essencial para os educar!
Educar é um todo. É uma “salada” diversificada não só de disciplinas mas também acções, regras e atitudes que contribuem para os saberes de uma aprendizagem saudável!
Numa determinada reunião de E.E. de uma prezada turma (5ºano), os ditos afirmaram que se pudessem dispensavam os seus educandos da disciplina de Educação Visual e Tecnológica, isto porque, as docentes eram muito pouco simpáticas!
- Rir ou chorar?
- RIR!
Pois sim, se eles pudessem deixaria então de existir futuros “Leonardos da Vinci”; “Migueis Ângelo”; “Rembrandts”; “Van Goghs”; “ Picassos”; “ Paulas Rego”; “Maludas”; “Vieiras da Silva” etc. etc. (estes sublimes artistas até os mais incultos conhecem, nem que seja porque já ouviram falar o nome!)
“Pai, perdoai-lhes eles não sabem o que dizem…”
Perante este veredicto, e no caso a estrutura escolar continua igual para todos, sempre poderei alterar os meus 180 minutos semanais de dedicação aos saberes da expressão artística visual; do projecto; destreza; imaginação; criatividade; concepção; talento… no fundo, uma viagem valiosa no desenvolvimento da fantasia, de extrema importância e valia nos conhecimentos e saberes de toda a criança, por 180 minutos de sorrisos simpáticos; rebaldarias simpáticas; desordens simpáticas… no fundo, estar nas tintas simpaticamente…
Que tal assim, estará bom respeitados Encarregados de Educação?
eu???
.................

3 comentários:

Gaugamela disse...

Casos perdidos... Apenas isso!!! Hoje reparei numa aluna que andava pelo pátio, aliás, anda assim por toda a Escola; arrastava-se à deriva, como uma lata deitada ao chão ao sabor de qualquer pontapé ou de um vento forte. Esta criatura vai procriar e um dia ela mesma depositará nas mão da criança revoltada uma qualquer arma de disparo e, perguntando ao filho se ainda lá está um qualquer stôr (também ele a arrastar-se!)que nunca sorria e a ignorava ,instrui o pequeno na direcção certa e PUM, era uma vez um stôr ANTIPÁTICO... Falar mal de um stôr em reunião jã é bom sinal, o pior é quando NUNCA dizem nada. Olha: compra uma roupinha com tecido anti-bala que os chineses (ou indianos?) estão a fabricar massivamente. Kisses

"Picos" disse...

Meu grande amigo, neste dia, o tal que alguém disse que deveria de ser l "dia do pai", nitidamente comercial para gastar o que já não temos numa lembrança qualquer, (este também tem de ir para o nosso cortar de pulsos! Bom, se não fosses, primeiro de tudo o meu melhor amigo, segundo professor, acharia que, também tu estarias a por a negrito e não contente, ainda a sublinhar que eu seria, melhor, que eu sou antipática e como tal terei que me precaver com esses fatinhos anti-bala? ou estarei eu Pátó e não percebi a indirecta...ou directa,,,,,,??????
beijos
Love You

Gaugamela disse...

Se és ANTIpática ou SIMpática, amiga, isso não interessa nada! O que importa é o q os fedelhos-alunos pensam de nosotros!´Jokas